Perguntas e respostas sobre baixa visão

1. O que é baixa visão ou visão subnormal?
É a acuidade visual máxima que se situa entre 5% e 30% no melhor olho de uma pessoa já com a correção de óculos, lentes de contato, tratamento clínico ou cirurgia. Na faixa abaixo de 5% de visão no melhor olho considera-se cegueira legal, porém uma parte dessas pessoas ainda poderá se beneficiar dos produtos indicados para a baixa visão, sem terem que recorrer à leitura Braille.

2. Quais são as causas mais comuns da baixa visão?
As causas mais comuns, nas crianças, são retinopatia da prematuridade, catarata congênita bilateral, a coriorretinite macular bilateral e o glaucoma congênito; no adulto são a degeneração macular relacionada à idade, a retinopatia diabética, as coriorretinites maculares bilaterais e o glaucoma avançado.

3. O que se deve fazer para evitar a baixa visão?
Nem sempre é possível evitar a baixa visão, mas medidas como a adequada oxigenação e monitoramento da retina de bebês prematuros e o controle clínico rigoroso de diabéticos, por exemplo, podem contribuir para a diminuição de incidência de retinopatias nestas pessoas e, por conseguinte, diminuir a incidência de baixa visão nestes casos. Toda pessoa acima dos 40 anos deve ter sua pressão intra-ocular medida pelo oftalmologista, pelo menos uma vez por ano, como medida para prevenir, e caso se torne necessário, tratar o glaucoma. Caso tenha alguma pessoa na família com glaucoma, esta medida deve ser antecipada. A hipertensão arterial descontrolada e o uso de colírios de corticóide de maneira prolongada são fatores de risco para o aparecimento do glaucoma com todas as suas complicações. Também são importantes medidas preventivas básicas que são úteis de maneira geral, tais como a alimentação saudável, a prática de exercícios físicos, não consumir álcool em excesso e não fumar.

4. O que é importante saber em relação aos equipamentos para a baixa visão?
Os produtos baseiam-se no princípio da ampliação ou aumento da imagem. É importante pensar na idade do usuário, na maneira como ele vai usar o equipamento, na sua autonomia, nas suas necessidades, nos locais de uso. Não existe um recurso para a baixa visão que represente uma solução única para todos os tipos de problemas, situações e necessidades dos indivíduos. O paciente com visão subnormal, no seu dia-a-dia, poderá necessitar de alguns tipos diferentes de auxílios, dependendo da atividade que irá realizar.

5. Existem muitos aparelhos diferentes para a baixa visão, como por exemplo, as lupas ópticas (com lentes), as lupas eletrônicas com telas grandes (de TV ou monitor de computador) e com telas pequenas e portáteis. O que é importante saber antes de comprar?
Os produtos de auxílio baseiam-se no princípio da ampliação ou aumento da imagem. É importante saber 2 coisas:
1.º) qual é a visão da pessoa que vai usar o equipamento: Para isso, consulte o oftalmologista. Por que? Se a visão for muito baixa a pessoa irá necessitar de muita ampliação. Isto quer dizer que uma lupa óptica ou uma lupa com tela pequena poderão não ser suficientes. As lupas eletrônicas em telas grandes (de TV ou monitor de computador) são as mais indicadas para esses casos.
2.º) qual é o tipo de tarefa que a pessoa precisa realizar: Ela precisar ampliar a visão para longe ou para perto? Se quiser ampliar para perto é preciso saber se essa leitura será prolongada, como livros, revistas ou jornais ou se será rápida, ao consultar uma agenda, ler uma bula de remédio ou conferir uma conta. Se for uma leitura prolongada, as lupas eletrônicas em telas grandes (de TV ou monitor de computador) são mais indicadas, pois as lupas ópticas e as lupas com telas pequenas são mais desconfortáveis para usar de forma prolongada, precisando ser seguradas o tempo todo e podem sair da linha de leitura.

6. Porque a pessoa com baixa visão precisa ampliar ou aumentar as imagens para ver?
Porque as imagens que ela vê apresentam “falhas”, como se fossem manchas sem visão ou então como se houvesse uma “nuvem” sobre essas imagens. Dessa maneira, a imagem aumentada favorece a interpretação dessa imagem pelo cérebro. Quanto maiores forem essas “falhas”, maior deverá ser a ampliação, para facilitar a interpretação. No caso específico da leitura, a pessoa com baixa visão, ao visualizar a página inteira de um livro, de uma revista, ou jornal, vê essas “manchas”, que podem impedir a visão de grandes grupos de palavras. Quando se aumenta a imagem da página, por meio de uma lupa óptica ou eletrônica, e essa “mancha” passar a cobrir apenas parte de uma palavra, a pessoa ainda consegue “adivinhar” qual é essa palavra, por causa da maneira como aprendemos a ler, que é visualizando a imagem geral das palavras e, baseados em experiências anteriores, saber que ali está escrito uma coisa e não outra. É importante visualizar uma palavra inteira, por causa da maneira do ser humano ler; por exemplo, onde está escrita a palavra PR_GR_MA, o deficiente visual que tem essa “mancha” pode estar lendo apenas uma parte das letras, mas, com a ampliação, consegue interpretar, baseado nas experiências de leitura do passado, que a palavra é PROGRAMA.

7. Quais as principais diferenças entre as lupas ópticas e as lupas eletrônicas?
As lupas ópticas (com lentes) apresentam as seguintes características:
- o tamanho do aumento das imagens vai até um certo ponto, geralmente não muito grande, porque quanto maior o aumento, menor será a lente, a tal ponto que, com lentes de aumento muito grande, a pessoa passará a ler somente sílaba por sílaba ou só letra por letra, dificultando a leitura.
- o modo de usar sempre irá requerer que o usuário olhe por elas, em geral com o olho que tiver melhor visão que o outro, aproximando o melhor olho da lente e fechando o outro olho.
- são práticas, fáceis para transportar.

As lupas eletrônicas:
- podem proporcionar maiores aumentos da imagem
- são mais confortáveis para usar, porque o usuário fica sentado confortavelmente, não precisa fechar um dos olhos porque a câmera de vídeo do aparelho vai transmitir a imagem para uma tela de TV ou monitor de computador.
- com a Lupa Eletrônica com zoom da Bonavision, se o usuário estiver usando também o computador e quiser acessar seus arquivos pessoais ou de trabalho, internet, é só clicar um botão para alternar a imagem que vem da Lupa Eletrônica com a imagem do computador.
- a Lupa Eletrônica com zoom da Bonavision permite que se escreva olhando para a tela do monitor ou da TV;
- o usuário pode escrever sem ter que abaixar a cabeça para poder ler o que escreveu; ela permite que se veja o que se escreve ou desenha em tempo real.

Observação
Autorizamos a reprodução e divulgação total ou parcial desse material, por qualquer meio convencional ou eletrônico, para fins de estudo e pesquisa, desde que citada a fonte.